Arte. A diversão possível do intelecto contraditório e complexo. Páginas de papéis amarelados. Anêmicos. Quem me entenderá fora das entrelinhas? Quem lerá o que trago escrito nos olhos?

(Barbara-Ella
Postar um comentário