Sinto-me à parte de tudo. Não pertenço ao lugar comum nem compartilho os desejos das multidões. Sou um ser interplanetário que acredita na liberdade. E isso inclui poder manter a própria identidade.
(Barbara-Ella
Postar um comentário