Falsa poesia

Quando ela levar de você todas as coisas boas que tem a oferecer e depois lhe virar as costas, preferindo outras poses, em outro lugar, será a hora de olhar pra trás e lembrar dos nomes que ao seu lado ela tentou enterrar. Só então compreenderá o destempero desse apego que lhe cerrou os olhos e lotou a boca de barbáries enfeitadas de palavras bonitas, como se disso dependesse a poesia...

(Barbara-Ella


Postar um comentário