O cérebro nu

Estampar a nudez publicamente,  continua sendo o meio mais direto de conquista visual. Embora tenha se perdido da motivação política por aqui, há quem abuse de habitar o espaço banal.
Despir-se abaixo da face brasilis é corromper a essência da coragem. Alegoria carnavalizadora dos atos políticos. Nada próximo do Oriente. Out total do feminismo real que desnuda burcas em troca de mudanças!
A mídia invoca mamilos voluntários e alista mulheres com textos e pretextos.

Eu sigo desnudando a alma e mantendo um padrão consciente de simbolismos. Sei o seio no mistério do alimento, a sua sexualidade no tato dos lábios poemados e nas palavras escorridas de um conto heróico.

(Barbara-Ella


Imagem da Internet. 

Postar um comentário