lo

Vou sair de mim no perfume do seu colo. Voar pra fora dos olhos, no ribeirão onde os sonhos moram.
Se me vir prestes a perder a consciência, diga o meu nome. Voltarei a ser eu mesma e não outra, somente se o enigma me despertar...


(Barbara-Ella

Postar um comentário