Quadrado.com

Os pensamentos que teve ao meu respeito foram tão reais,  que sentiu medo de desejar mais. Por isso, mentiu pra si e pro mundo, dizendo invenções não testadas, antes de pôr a mesa do jantar. Pobre alma... Insiste numa realidade confusa e solitária. Morrerá mais, cada vez que matar uma ponta da sua verdade. Cada vez que criar um inquérito inconsistente em favor da mentira que insiste em viver. A torre que aprisiona o sobrevivente do seu poema ergueu-se das lâminas de veneno que escorreram do seu corpo. Coragem ao descer da masmorra. Arriscado demais matar outra vez o amor.

(Barbara-Ella

Postar um comentário