Sem explicação

Encontrei um  rolo de filme guardado no fundo das imagens escondidas.  Ele estava envolvido num véu de cor escura, daqueles próprios para dias de luto. 

Tentei identificar o instante na memória, mas por alguma razão os flashs não clarearam os olhos de ontem.

Procurei respostas em antigos rabiscos. Quem sabe um telefone ou uma poesia?

Até revelar o instante escondido, imaginei mil instantes...

Aquelas fotografias, porém, jamais deixarão de ser o meu mistério. 

A curiosidade escaldante do sol atravessara a substância escura e só a manteve viva num paralelo apagado da minha história.

(Barbara-Ella matrix


Imagem www
Postar um comentário