Desprendei-vos da sofrência

Porque discordei de dizeres e táticas, perdi atores e prejuízos inestimáveis à saúde...

Perdi um lugar na mesa dos brindes envenenados, uma atuação wikipédica inventada e um contato na agenda...

Quem sabe um rim numerado ou até qualquer glória da dor de prender palavras...?

Porque enderecei o juízo, corri da alegria que não existe no outro lado do abraço.

Só porque quis. Porque delatei o bouquet de clichês. Porque iluminei o plano de fundo da cena e me encontrei nos braços da liberdade que as palavras me trazem...

Só porque não fui aceita com meu grito e meu silêncio. Só porque não premeditei ser agraciada e assumi a consequência quântica de seguir por outra estrada...

Só porque me amo e me respeito, veja que beleza!

((Há vários sabores de rolos de letras desonradas, na esquerda e na direita))

(Barbara Ella sendo grata por toda situação que gera aprendizado

Postar um comentário