Vidraça quebrada

Para alguém como eu, o valor da ação está na espontaneidade...

Para alguém como eu, que tem na liberdade o seu espaço mais íntimo, às vezes é natural demais mudar os olhos pra continuar menina.

Sou quem se enluta pelo bicho morto no prato, mas que aprendeu a sufocar ainda na goela, qualquer sapo.

((E ainda sei dar nó em pingo d'água))


(Barbara Ella com seu coelho de arruda e espadas

Postar um comentário