Querer bem que não se acaba

Amanheci com a luz que o céu derramou sobre minha retina, pronta para suturar as injúrias, cuidadosamente.

Asura impeliu-me ao esquecimento, mas o Amor não me permitiu ventar oito vezes.

((A mística do cosmos não teciariza culpa, nem sorte))

Amigos são abrigos que nos protegem do frio que atravessa a realidade. São palavras que nos abraçam e um calor de querer bem que não se acaba.

Outrora fui poço. Agora agradeço...

Barbara Ella)

Imagem colhida da rede...

Postar um comentário